III Festival de Yôga de Alcochete

29-05-2018 17:30

O Festival de Yôga d e Alcochete organizado pela Professora Paula Trigo de Sousa, directora do Espaço Cultural Kálí é já um marco no nosso ano, tento sido esta a terceira edição deste festival revelou-se mais uma vez uma iniciativa de sucesso.
Neste evento, temos todos os anos a oportunidade não só de assistir à apresentação de coreografias de ásana e recital de mantra, como também de experimentar, vivenciar esta filosofia de vida através da prática de diferentes técnicas de Yôga durante três dias.
Para quem já é praticante, a prática ao ar livre e ainda para mais, nesta linda vila de Alcochete junto ao rio com o aconchego e protecção das árvores que nos rodeavam, é sempre uma mais valia e uma oportunidade a aproveitar. Todas as técnicas são mais intensas ao ar livre. Sentimos o calor do sol na nossa pele, a brisa a soprar-nos o rosto o cheiro da relva onde nos deitamos. Tudo em nosso redor contribui para uma prática fabulosa e este cenário contanto com professores e instrutores de excelência que ministraram as práticas o resultado só podia ser extraordinário. Nem mesmo o badalar constante do sino da igreja afastou os participantes.
Inserido na VI Feira da Saúde, o III Festival de Yôga de Alcochete contou com a presença do Mestre João Camacho e de vários professores e instrutores de diferentes escolas de Yôga que deram a este evento um brilho muito especial. Um fim de semana em grande com práticas de SwáSthya Yôga, Kundaliní Yôga, SwáSthya Yôga ministrado a crianças, workshop de meditação, reprogramação emocional a bordo do barco Bote Leão, dança bhangra, curso de vírabhadra namaskára, prática intensiva de surya namaskára, meditação com gongos, palestras, demonstração de coreografia e recital de mantra.
Este ano tivemos ainda a apresentação de dois grandes livros o livro Kriyá-A Alquimia Fisiológica do ilustre Mestre João Camacho e do livro Treinar a mudança da Professora Carla Ferraz.
Se como sabemos uma prática de Yôga já produz efeitos em nós, 3 dias de práticas intensas são capazes de transformações a níveis profundos e de nos levar cada vez mais longe no caminho do autoconhecimento.
Por tudo isto e tento a companhia desta egrégora que me acolheu de braços abertos e onde me sinto tão bem, sem dúvida este fim de semana não poderia ter sido passado de melhor forma. Yôga e pessoas a quem podemos chamar amigos com alegria genuína de quem faz aquilo que gosta.
Não posso deixar de agradecer à minha querida professora Paula Trigo de Sousa que tomou a iniciativa e tem organizado este evento todos os anos de forma incansável, ao Mestre João Camacho sem o qual nada disto seria possível, à Camara Municipal de Alcochete, Prof. Anabela Duarte da Silva, Inst. Ana Fina, Inst. Paula Santana, Inst. Ana Rebotim, YôginíLúcia Parracho, à Prof. Zélia Couto e Santos e Prof. Carla Ferraz, a Adiragram e a todos os que optaram por neste fim de semana participarem neste grande festival e fizeram dele um momento de alegria, união, partilha e bem-estar.

Graduada Rita Fernandes, discípula do Mestre João Camacho