Curso de alimentação biológica

05-02-2018 20:42

CURSO ALIMENTAÇÃO BIOLÓGICA- CONCEITOS E LANCHE GOURMET| ESPAÇO CULTURAL - ASHRAM PASHUPATI

A primeira coisa que me ocorre escrever sobre o curso de sábado, é que o Curso de Alimentação Biológica foi muito mais que o próprio tema poderia aparentemente abarcar. Como todos os cursos ministrados pelo meu querido Mestre João Camacho, como tudo aquilo que abarca esta nossa Ancestral Filosofia.
Na primeira parte do curso aprofundamos conceitos, esclarecemos dúvidas. O tripé biológico foi dos primeiros conceitos abordados. Diz respeito a três fatores que garantem uma maior qualidade de vida, juventude, longevidade, sendo composto pela alimentação biológica, exercício biológico e higiene mental. A propósito da higiene mental - tão importante sempre e não menos importante portanto no ato de cozinhar - foram inevitáveis duas referências feitas pelo Mestre: a nossa muito querida dona Rêckha com quem temos tido a oportunidade de aprender sobre a Culinária Vegetariana Indiana e que nos diz sempre que temos de cozinhar com Amor; alguns excertos do belíssimo livro "Como água para chocolate" de Laura Esquível, onde fica bem patente o resultado da degustação dos cozinhados de Tita e o seu estado emocional no momento em que os prepara. Sabemos que qualquer passo que tomemos em direção a uma maior qualidade de vida, que o SwáSthya Yôga propõe, exige uma ação concertada em tudo aquilo que nos compõe. Ainda na primeira parte, abordamos o ashtánga anna (os oitos sistemas alimentares do Yôga), percebendo a evolução alimentar da humanidade se tem feito desde o homo habilis até aos nossos dias, do carnivorismo para o vegetarianismo. O sistema alimentar adequado ao praticante de Yôga e que melhor lhe permite usufruir de todas as potencialidades do Yôga é o lacto-vegetariano. E neste ponto e mais uma vez relembrando o tripé biológico não tenhamos ilusões: a saúde física está intimamente ligada à harmonia entre actos, pensamentos e alimentação adequada. E neste último ponto, é importante atentar à qualidade dos alimentos que consumimos, à quantidade e conjugação entre eles. E aqui, mais uma vez, a referência aos ciclos da natureza, e a importância de os respeitarmos, pois traduzem no nosso organismo necessidades específicas.
A segunda parte do curso foi dedicada à preparação de um lanche gourmet por todos os participantes seguido de uma degustação do mesmo que nos proporcionou uma verdadeira viagem sideral através dos sentidos. Viagem só possibilitada pela verdadeira alquimia a que podemos assistir nas conjugações que fomos vendo acontecer. Claro ficou o que o meu querido Mestre tantas vezes refere: as técnicas mais simples são geralmente as mais poderosas. E das conjugações mais simples, surgiram verdadeiras obras de arte que tornaram esta tarde de sábado ainda mais inspiradora.
Muito obrigada mais uma vez querido Mestre!

Mil abraços, SwáSthya,

Paula Santana, Instrutora Assistente
Discípula de João Camacho, Yôgachárya